Delta das Americas - O Portal dos Lençóis Maranhense

Lençóis Maranhenses

É lindo. É único. É o ecossistema mais original do Brasil. Mas de “deserto”, os Lençóis Maranhenses só têm mesmo a areia. Chove bastante no primeiro semestre, que é quando as lagoas enchem. Tão logo as chuvas cessam, lá por junho, e o sol passa a brilhar todos os dias, as lagoas começam a secar. Em meados de outubro, a maior parte estará vazia.

“Em qualquer lugar do mundo este lugar seria visitado só pelas dunas, mesmo se não houvesse lagoas”, me disse uma vez um pousadeiro gringo. Ele tem razão. Mas a beleza das lagoas é tamanha, que é difícil viajar até tão longe numa época em que não elas estejam em cartaz.

De todo modo, nem só de lagoas entre dunas são feitos os Lençóis Maranhenses. O Rio Preguiças é caudaloso o ano inteiro — e proporciona passeios de voadeira, atividades aquáticas e banhos gostosos.

Lençóis Maranhenses: novos acessos e seus impactos

Em 2016, dois acessos foram terraplenados: a ligação entre a BR 402 e o povoado de Santo Amaro (que foi parcialmente asfaltada), e a estrada entre Barreirinhas e Paulino Neves. Em 2017, já é perceptível o aumento de visitação às dunas próximas a Santo Amaro, com maior presença de veículos (credenciados) nas rotas autorizadas. Barreirinhas, por sua vez, soube disciplinar o fluxo às áreas do parque nacional — e apesar de você dividir as dunas e lagoas com muita gente, os veículos ficam escondidos.